Patologias das fachadas, condomínio em ordem, Sou Seu Síndico BH, Lista de administradoras

O Que é Fissura na Parede? Tipos, Como Corrigir e Evitar Elas

A fissura na parede se trata de um corte de até 0,5 mm de espessura, ou seja, uma anomalia na estrutura do imóvel que ocorre devido a falhas no projeto, materiais e execução.

No projeto, as fissuras podem aparecer de diferentes maneiras, por isso, é fundamental avaliar as principais causas da fissura na parede para que assim seja possível repará-la da forma adequada. Quer saber mais sobre o assunto? Então, atente-se aos próximos tópicos e tire todas as suas dúvidas sobre fissura na parede

O que são fissuras na parede?

A fissura na parede se trata de um corte de até 0,5 mm de espessura, ou seja, uma anomalia na estrutura do imóvel que ocorre devido a falhas no projeto, materiais e execução.

Fendas, rachaduras, trincas e fissuras na parede: qual a diferença?

De acordo com a norma técnica ABNT NBR 9575 – Impermeabilização -Seleção e Projeto, a diferença entre fendas, rachaduras, trincas e fissuras na parede está em seus respectivos tamanhos. A fissura na parede, por exemplo, tem até 0,5 mm. As trincas apresentam entre 0,5 mm e 1,0 mm. As rachaduras já apresentam entre 1,0mm até 1,5mm. Agora as fendas são ainda maiores e apresentam espessura superior a 1,5 mm.

 

Quais são os tipos de fissuras em paredes?

Para buscar as melhores soluções para essas deformidades é preciso antes de mais nada identificar primeiro quais são os tipos de fissuras em paredes. Confira abaixo os diferentes tipos de fissuras em paredes que podem aparecer na estrutura do imóvel.

Fissura vertical na parede

A fissura vertical na parede pode surgir nas argamassas com resistências insuficientes, por meio do bloco e argamassa com resistência insuficiente ou pela falta de uma junção adequada entre materiais distintos como concreto e alvenaria. Logo, se a fissura na parede surgiu devido ao próprio peso da alvenaria, a mesma deverá ser feita. Agora caso a fissura na parede tenha aparecido e não tenha evoluído é possível apenas realizar um reparo pontual na alvenaria do imóvel, removendo o revestimento comprometido e realizando o tratamento com selante elástico ou tela inserida.

 

Fissura horizontal na parede

A fissura horizontal na parede pode surgir próximo ao teto ou na base das paredes. A fissura na parede próxima ao teto pode aparecer devido a falta de amarração da parede com a viga superior ou pelo adensamento da argamassa de assentamento. Já a fissura na parede próxima a base da parede pode ser causada pelo recalque do baldrame ou pela infiltração de água no solo.

 

Fissura na parede na diagonal

A fissura na parede com traço na diagonal normalmente surge acima ou abaixo de janelas e portas e, muitas vezes, está associada a uma falha nas vergas e contravergas ou a carga aplicada na alvenaria é maior do que a estrutura poderia suportar. Entenda que os elementos estruturais são responsáveis por suportar as movimentações das esquadrias, no entanto, quando mal dimensionados e instalados é natural que a fissura na parede apareça próximo a essas esquadrias.

 

Fissuras encontradas em elementos estruturais

As fissuras encontradas em elementos estruturais como vigas e pilares certamente não são um bom sinal para o imóvel. Isso porque, essas fissuras comprometem as características de instabilidade e colocam a estrutura totalmente em risco. Dependendo da espessura da fissura na parede a mesma pode ter surgido devido uma corrosão de armadura o que seria um fato ainda mais preocupante, ou seja, independente das causas essas fissuras não podem ser ignoradas e devem ser avaliadas por uma equipe técnica.

 

O que pode causar fissura na parede?

Como podemos perceber no tópico acima, existem diferentes tipos de fissura na parede, indo das mais simples e superficiais até as mais preocupantes e profundas. Dessa forma, é fundamental observar onde aparece cada fissura na parede para assim começar a traçar as causas reais do problema.

De modo geral, a fissura na parede pode estar associada a etapas de pintura (fissura na parede superficial que afeta a cobertura da parede), alvenaria (fissura na parede preocupante que afeta a diretamente a alvenaria) e estrutural (fissura na parede presente em elementos estruturais como vigas e pilares).

Confira abaixo 3 possíveis causas de fissura na parede

Excesso de carga na construção: quando o profissional não realiza o correto cálculo de distribuição de carga na construção, o peso da construção do imóvel acaba se tornando maior que o peso suportado por sua base, resultando em fissuras nos elementos estruturais;

Mal dimensionamento da fundação: assim acontece com a fundação também, ou seja, quando a base da construção é mal dimensionada, o imóvel pode sofrer movimentação e afundar no terreno, provocando fissuras em vários componentes estruturais;

Reboco mal feito: a aplicação deficiente ou a quantidade equivocada do material pode resultar no surgimento de fissura na parede que irão atingir o reboco e a pintura do ambiente.

 

Como corrigir a fissura na parede?

Para que o reparo seja eficaz é preciso que seja identificada a causa da fissura na parede.

Logo, em se tratando de fissura na parede superficial, presente somente no reboco e na tinta, basta remover todos o reboco da área afetada que não estiver aderido, raspando o material e fazendo uma nova cobertura e pintura. Agora, fissura na parede mais profunda que afeta a alvenaria e elementos estruturais do imóvel deve ser avaliada por um profissional técnico. Nesses casos, o reparo da fissura na parede pode ir desde reforço da estrutura até preenchimento e cobertura de vãos com materiais flexíveis.

 

 

A importância da manutenção predial e a Manutenção e Limpeza da Fachada – importante e necessário para o condomínio prédio

 

Manutenção Predial em Belo Horizonte Minas Gerais Brasil: Manutenções preventivas, corretivas e pontuais

 

A importância da manutenção predial e a limpeza da fachada orçamento grátis Belo Horizonte

 

Orçamento Grátis | O seu orçamento prático, fácil e rápido

 

Solicite um orçamento para o projeto da sua reforma predial É grátis e sem compromisso!

 

Conte o que você precisa, em apenas um clique é tenha sua solicitação de orçamento grátis

 

Manutenção de fachadas:

Manutenção de Fachadas – importante e necessário. Nesta época de chuvas fortes em muitas cidades do Brasil é até mesmo comum ouvir notícias sobre queda de fragmentos de fachadas. Muitas vezes estes fragmentos provocam mais do que apenas danos materiais, chegando até a lesionar gravemente pessoas.

 

Além de toda a questão para o socorro das vítimas, avaliação de prejuízos matérias, interdição da área que já traz uma série de problemas, vale ressaltar que isso envolve questões jurídicas para o condomínio e também para o síndico, que pode até mesmo responder por responsabilidade civil.

 

Lembre-se: o Código Civil dispõe sobre os deveres dos síndicos, dentre os quais está “diligenciar a conservação e a guarda das partes comuns e zelar pela prestação dos serviços que interessem aos possuidores” (Artigo 1.348, V).

 

O que devemos considerar?

 

Com o tempo, é normal que os prédios fiquem sujos por conta da poluição, poeira e chuvas. Além disso, é importante essa manutenção periódica para evitar qualquer tipo de acidente envolvendo área externa do imóvel.

 

Normalmente devem ser realizadas em intervalos de 03 a 05 anos e como em qualquer obra em um condomínio, a contratação de um arquiteto é fundamental.

 

No caso da manutenção da fachada, essa contratação tem necessidade legal

 

Os reparos podem evitar problemas como, por exemplo, queda de reboco ou ou pedaços de cerâmica — que podem ser fatais caso caiam em cima de alguém, dependendo da altura — pastilhas, infiltrações e, no fim das contas causar depreciação do patrimônio.

 

Uma das utilidades do fundo de reserva do prédio é a manutenção predial. A limpeza e a manutenção da fachada devem ser previstas desde o início.

 

Em geral, os fabricantes dos materiais utilizados para o revestimento já possuem orientações claras do tempo adequado de manutenção. No caso de pastilhas e revestimentos cerâmicos, há uma outra preocupação, pois, caso queira se manter o mesmo desenho ou coloração já existente, é preciso garantir que haja o estoque das peças, o que pode ser bem difícil se passado muito tempo da construção